Análise prototípica das representações sociais sobre as infecções sexualmente transmissíveis entre adolescentes Análise prototípicea das representações sociais sobre as infecções sexualmente transmissíveis entre adolescentes

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

José Victor de Oliveira Santos https://orcid.org/0000-0002-6661-2873
Ludgleydson Fernandes de Araújo http://orcid.org/0000-0003-4486-7565
Jefferson Luiz De Cerqueira Castro https://orcid.org/0000-0002-7990-7611
André Faro https://orcid.org/0000-0002-7348-6297

Keywords

Infecções sexualmente transmissíveis, Representações Sociais, Adolescentes

Resumen

Objetivo: Este estudo teve como objetivo apreender e analisar as representações sociais de adolescentes acerca das doenças sexualmente transmissíveis.


Método: Participaram 576 adolescentes, com idade média de 15,67 anos (DP= 1,66). Utilizou-se a técnica de associação livre de palavras, com o estímulo indutor “infecções sexualmente transmissíveis”, que foi utilizada a técnica da análise prototípica, através do programa IRAMUTEQ.


Resultados: As representações sociais dos participantes enfatizam os riscos e as formas de prevenção, os conhecimentos básicos sobre as infecções sexualmente transmissíveis, a irresponsabilidade de fazerem sexo desprotegido mesmo sabendo das consequências.


Conclusão: Identifica-se a necessidade de implantação de programas de educação em saúde dentro das escolas, utilizando métodos didáticos e reflexivos com profissionais da saúde, que permitam a mudança de atitudes diante da exposição as infecções sexualmente transmissíveis.

Abstract 133 | PDF Downloads 87